Crítica: Mulher-Maravilha

13:00


Mulher-Maravilha: Uma Heroína Necessária

Mulher-Maravilha estreou na última quinta-feira com algumas difíceis funções: Dar um novo tom ao universo cinematográfico da DC Comics no cinema, gerar muito dinheiro aos cofres da Warner Bros, preparar o terreno para a estréia de Liga da Justiça, em novembro, e superar a babaquice de um público machista. Tarefas dignas de uma super heroína e que o filme de Gal Gadot faz muito bem.


Patty Jenkins, a diretora do longa, que já mostrou toda sua maestria em contar historias interessantes e todas as facetas de um ser humano, boas e ruins, no excelente Monster, de 2003 agora encara o desafio de adptar a historia de origem de uma das heroínas mais importantes dos quadrinhos. Com um roteiro bem construído (e muito acima da média da maioria dos filmes de heróis) a diretora mantém o tom realista que a DC quer levar aos cinemas, mas adiciona uma pitada interessante de humor, que nem de longe nos faz lembrar da Marvel, como muitos disseram por aí. Ao saber dosar uma história forte e um leve tom cômico, a diretora trata do poder da mulher na sociedade de maneira forte, mas não panfletária. E trata do que ela faz de melhor: mostrar o lado bom e ruim dos seres humanos.


Apesar de não ter tom político o filme é uma grande obra feminista, e sutilmente trata de outros assuntos sérios como questão racial e a questão da imigração, ao colocar um personagem de origem mestiça no meio dos protagonistas. O personagem em questão tem uma fala interessante em que diz que sonhava em ser ator, mas sua cor não permitia.


O filme é fiel aos quadrinhos em vários aspectos, mas tem como cenário a primeira Guerra Mundial e não a Segunda, como apresentada originalmente nos gibis. Com cenas de ação grandiosas e muito bem feitas, o longa aposta forte em um visual que enche os olhos, e vai deixar muita gente de boca aberta. As externas do filme, no mundo das Amazonas, foram filmadas no sul da Itália, e são igualmente grandiosas.


Mulher-Maravilha é sem dúvida um grande filme, e na minha opinião, um dos melhores filmes de super-heróis recentes. Em Batman VS Superman ela foi apontada por muitos (e eu me incluo aqui) como a melhor coisa do filme e nessa produção solo percebemos a força do personagem. Desejamos vida longa a Mulher-Maravilha nos cinemas!

Data de Lançamento: 1 de junho de 2017
Direção: Patty Jenkins
Elenco: Gal Gadot, Chris Pine, Robin Wright, David Thewlis
Música composta por: Rupert Gregson-Williams
Figurino: Lindy Hemming
Roteiro: Geoff Johns e Allan Heinberg


VENCESLAU JÚNIOR

You Might Also Like

1 comentários

  1. Esse filme foi épico, para mim foi o melhor filme já produzido pela DC.... Ainda mais por mostrar o lado "poderoso" feminino!!! Super recomendo!!!!! Amei o post é exatamente isso. Parabens pelo blog.... Baybita <3

    ResponderExcluir

Instagram

Like us on Facebook

Flickr Images