Ter & Ser

00:00

Foto: Luiz Eduardo

Lembro-me que na minha infância esperei ansiosamente pelos meus 18 anos, queria festa, fazer uma viagem, ou algo o tipo, mas isso só foi uma coisa repentina... passou. Eu queria mesmo era chegar ao ato da independência, ser livre, igual a um avião de papel. Queria chegar a esse ato, pois sempre fui muito apegado a minha mãe, ainda sou pra falar a verdade, por isso que desde tão cedo pensei em me “libertar” desse título de menor de idade.

E o famoso 18 anos chegaram, eu pensava que minha vida iria mudar em um clique, só que continuei a morar com a minha mãe (graças a Deus!) e não entrei na faculdade, porque fiquei com aquele pensamento de colegial, a única mudança que ocorreu que comemorei o grande dia pedindo uma bebida alcoólica em um bar qualquer, e tive o gostinho da maioridade.

Eu pensava que tornar-se adulto não era necessário dar satisfação pros pais, sair bebendo todas, tornar-se mais sábio, mais inteligente, mais esperto e mais experiente. Sinceramente, ter a maioridade nas mãos ou fazer 18 anos é como um dia como outro qualquer. Como já dizia Stan Lee, “com grandes poderes vêm grandes responsabilidades”. R E S P O N S A B I L I D A D E... os nossos deveres se tornam maiores.

TER & SER – QUAL A DIFERENÇA?

Como adulto eu preciso TER: um emprego bem sucedido, morar sozinho, carteira de motorista, carro/moto, um amor perfeito e afins, muitas pessoas encaram os 18 anos assim, mas OI?! Fazer 18 não vai trazer isso em um piscar de olhos.

Vale lembrar que a vida é a nossa pior inimiga, então por isso temos que pensar que ela é uma construção, tem que ir colocando tijolo por tijolo. A cada passo que damos, aprendemos uma coisa nova. Maturidade não tem nada haver com TER e sim SER, ninguém tem um emprego dos sonhos, carteira de motorista, um amor perfeito, sábio ou independente de uma hora pra outra, se bem que nossa pressa quer que seja assim.

Para concluir isso tudo, quero deixar bem claro que, viva a cada dia como se fosse o último dia da sua vida, seja um aprendiz, aproveita a idade que tem e tudo há a hora certa. Quanto aos 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24, 25... é o resultado do aprendizado que vocês sempre vai carregar consigo mesmo. Não tenha pressa!

E quanto a minha independência...
Estou começando a descobri-la com 21 anos, com pé nos 22.

Feliz 4 anos de TUDO PASSA!

You Might Also Like

2 comentários

Instagram

Like us on Facebook

Flickr Images