PRAGMÁTICO II - Olá Querida

15:44

Foto: Tumblr

Olá, querida,

     Iniciei algumas dez cartas mas nenhuma pareceu o suficiente. Recomecei-as na esperança de saber o que dizer. E eu sei que digo muito, peço muito… Mas quando se trata de você… Eu quero sempre mais. Precisarei sempre de mais. Você é viciante. Por favor, me leva com você, aonde quer que for, apenas me leve. Sorria pra mim. Segure a minha mão. Eu sei que estamos longe, mas parecemos tão perto. E mesmo na distância eu queria recompensar você de alguma forma. Não estou escrevendo hoje apenas por ser o dia dos namorados, sei que ando em falta, preciso dizer algumas coisas pendentes, algumas coisas que você sabe, mas às vezes é bom reforçar.

     Mais de um ano e meio e ainda não passou. Eu ainda sou totalmente obcecado por você. Em todos os casos, perfeições e imperfeições. Diante de tanta imaturidade você fez o possível e o impossível para me tornar alguém melhor. Creio que seus esforços falharam. Mas não por completo. Trouxe-nos a paz quando consegue acalmar a fera dentro de mim. Quando me coloca em seus braços e quando me faz dar risadas. Quando me deixa um tanto bobo e apaixonado. A paixão e o amor são patéticos. E eu me sinto patético quando você coloca um sorriso em meu rosto, quebra minha expressão séria, minha expressão temida aos alheios. E eu confesso gostar quando você também faz doer para logo depois fazer sarar. Gosto ainda mais quando estamos juntos pelo simples fato de não precisarmos e sim por querer estarmos. Um amor preso não dá frutos. Mas de qualquer maneira, meu ciúmes tem um fundamento básico: medo. Medo de perder você. Medo de perder o que um dia fomos e a paz que anima meu coração. A paz que me aquece em dias frios. Aquece na esperança de que o amanhã virá e eu terei você de novo.
     
     Obrigado, meu bem… Por ser paciente. E superar a dificuldade de fazer uma pessoa teimosa aceitar que ama alguém ainda mais teimosa. E talvez seja por sua teimosia que chegamos até aqui. Teimosia acompanhada de charme e um pouco de sensualidade. Foi assim que você me prendeu. De uma forma que nunca vou me recuperar. Minha querida, você está marcada em meu coração de todas as formas possíveis. Seja qual for o dia de amanhã, você será sempre meu tipo preferido de sorriso, cuja singularidade afeta minha respiração. Desnorteia meus caminhos por um momento e logo me prende toda a atenção. Seja na respiração; no riso; na voz; tenho certeza que no olhar também será; e outras coisas mais.

     Para finalizar, deixo o meu falar mais comum, e mais sincero de todos — Eu te amo, meu bem.

You Might Also Like

0 comentários

Instagram

Like us on Facebook

Flickr Images