Overdose de Sentimento #20

14:10


“Eu tentei desistir de você, tentei me enganar, só que não deu. Você sabe, eu sou toda você. Nunca deixei que você percebesse, mas eu sinto tua falta, e sentir tua falta se tornou uma dor terrível. Talvez eu seja meio dependente de você, pude perceber isso quando eu relembrava das nossas brigas, ou de quando parecíamos um casal de verdade, e meu coração ficava tão apertado, tão pequenininho, que se brincar caberia na minha mão. Era você, cara. É você. E eu tive certeza disso quando senti pela primeira vez uma sensação estúpida gritando o quão idiota eu sou por estar te perdendo. Mas mesmo assim, não conseguir discar a droga do teu número pra te convencer a voltar. Eu não consegui porque fiquei na esperança de você me ligar. Mas não ligou. Você sempre foi um babaca, talvez o maior do mundo, e eu sempre odiei esse teu lado. Mas, pra falar a verdade, talvez tenha sido esse lado pelo qual eu me apaixonei. Eu te conheço muito bem, você sabe. Sei dos teus medos, das tuas fraquezas, de tudo, ou quase tudo. Você é uma bagunça, cara. E eu nunca gostei de nada bagunçado, por isso me empenho tanto em tentar te arrumar. Só que lidar com você é foda. Você é tipo um enigma, e meu passatempo favorito sempre foi tentar te compreender. Mas você complica tudo com esse teu idiotismo. É como se você fosse um cofre e eu tivesse várias combinações para abri-lo, e quando eu estou conseguindo descobrir a certa, você muda e se fecha mais ainda. Quando estamos quase nos acertando, você fode tudo. Você briga comigo, vai embora, me faz sentir saudades durante dias e depois volta. Você sempre vai e volta. E eu preciso te dizer que eu não aguento mais te ver indo embora, só que não consigo. Da mesma forma que algumas vezes eu quero ficar, mas eu só consigo ir. Falar disso que temos sempre foi algo totalmente complicado pra mim, já que eu nunca soube direito por as coisas pra fora. Nós somos opostos um do outro, e consequentemente viramos esse nó que somos. Minha vida sempre foi toda organizada, sempre tive tudo, e aí você chegou e conseguiu bagunçar tudo aquilo que sempre arrumei. Você apareceu e eu comecei a experimentar essa coisa nova, e fiquei com medo de acabar gostando demais e virar um vício. E foi dito e feito. Eu meio que me viciei nessa sensação que você me traz. E isso me mudou, por completo. Agora eu sou apenas uma mulher que se torna uma menina sem rumo, que só se encontra em você. Eu tinha meus sonhos, todos muito bem planejados, e agora eu só tenho você. E minha maior vontade é de te colocar em uma caixinha e te trancar com sete chaves, pra nunca te perder. Porque se eu te perder, eu me perco junto. Por isso que eu tô sempre te prendendo em mim, porque eu sei que se eu te deixar solto, nem que seja só um pouquinho, você vai escapar e ir embora de vez.”

— anna e luc. (via weflys)

You Might Also Like

0 comentários

Instagram

Like us on Facebook

Flickr Images