Com raiva de MIM MESMO

17:49


Ei garota, me ensina a te esquecer, vai? Me ensina a parar de te querer aqui do meu lado. Eu não consigo, garota. Não consigo. Ninguém nunca mexeu assim comigo. Talvez por você ter sido a primeira. Talvez por você ter sido o que mais tocou minha alma. Ou talvez por ser você. Acontece que é difícil. É insuportável a vontade de te querer aqui do meu lado. É sufocante. Todas as vezes que te vi passar por mim e agir como se fosse um desconhecido foi como se eu tivesse desmontando ali, perdendo meu chão.

Eu nunca assumi nada disso a ninguém. Talvez por orgulho meu. Talvez por pensar que não valia a pena. A verdade é que ninguém sabe quantas vezes eu fui dormir sentindo tua falta. Ninguém sabe quantas vezes minha vontade era de sair correndo e pular nos teus braços e não sair nunca mais dali. Ninguém viu quantas vezes teu sorriso me dominou, me deu outra vontade de ser feliz. Ninguém conhece todas as músicas que me fazem lembrar de você. Ninguém sabe quantas vezes esperei um oi e não ganhei nem um sorriso. Ninguém sabe, garoto, quantas vezes eu quase ia falar com você, mas minha insegurança não permitia. Ninguém sabe. E talvez ninguém nunca vai saber. Porque eu não consigo admitir isso. Eu não consigo aceitar o fato de você não estar aqui comigo dizendo que gosta pelo menos um pouquinho de mim. Pelo menos um pouco, quase nada. Eu não consigo aceitar o fato de você não ser minha. É tão difícil pra mim, sabe garota? Tão triste.

Por mais que eu tente mudar isso, você já é parte de mim. Por mais que eu faça de tudo pra evitar. Acho que as coisas não teriam a graça que têm se eu não encontrasse um pouquinho de você em cada uma. A vida não teria a graça que hoje tem se eu não tivesse te encontrado. Mesmo que você esteja aí e eu esteja aqui. Mesmo que não estejamos juntos. Porque o que me une a você é algo mais forte. É algo sublime. Mas tão bom seria te ter aqui, não é? Você não faz ideia de quantas vezes te esperei e você não chegou. Sei que já desejei que você fosse embora várias vezes e levasse todo esse sentimento junto. Mas você nunca vai. Você sempre dá um jeitinho de voltar. Você sempre dá um jeito de reaparecer e me reencantar, me reanimar. Por mais que faça tempo, eu ainda não sei reagir a isso.

É incrível, não é? Você faz com que eu me apaixone a cada dia por você sem me dizer uma palavra sequer. É verdade, garota. Como você faz isso? Como você consegue ser tão encantadora? Eu não entendo, sabe? De verdade. Eu não entendo o que é isso que eu sinto por você. Esse desejo, essa dependência. Não entendo o fato de te amar desse jeito, desse tamanho. E acho que nunca vou entender. Será que isso é normal? Esse desejo, essa saudade? Sentir várias coisas por alguém que não conversa mais? Alguém que não te abraça mais? Alguém que te ignora, te esquece? Às vezes me pergunto porque ser você… Por que não alguém menos babaca? Alguém menos idiota? Alguém com um sorriso menos apaixonante? Por que não qualquer outra pessoa aí que possa corresponder? É tudo tão confuso, tão sem resposta.

Por que, meu amor, você não volta? Você não fica aqui de vez? Eu já estou me cansando, sabe?Já estou ficando sem forças pra insistir nisso. Mas na verdade, eu não quero deixar tudo isso morrer. Não, não quero. Eu tenho medo de não saber mais ser eu sem ter você aqui. Eu receio não conseguir mais me apaixonar por outra pessoa. Sim, pra você tudo isso é exagero, mas você não entende, garota. Você não consegue entender. E te confesso que eu também não. Não entendo o porque de tudo isso. Não entendo o porque de ser você. Acho que sou orgulhosa demais pra admitir isso. E mais orgulhosa ainda pra demonstrar. Não consigo pedir pra que você volte. Talvez só pelo orgulho. Ou talvez sua vida seja melhor com minha ausência. Com a ausência de toda essa teimosia, todo esse problema. Ou talvez seja melhor com outra pessoa. Não sei. Acredito que seja melhor assim, não é? Sua vida deve ser melhor sem minha presença. Tudo deve ser melhor sem que estejamos juntos. Pelo menos pra você. Pra mim é difícil, pra mim é ruim. Mas você não entende, não é? Você nunca entende. Nem sei porque estou aqui. Você não me entende, nunca vai me entender.

Olha, eu nunca sei como terminar de falar, deve ser por isso que eu não paro, não é? Você já deve ter percebido como eu falo demais. Ainda mais quando se trata de você. Ainda mais quando se tem tanta coisa a dizer sobre uma pessoa.

É garota, é incrível. Como eu posso me apaixonar por alguém como você? Como eu posso esperar demais de você quando você nunca me ofereceu nada? É, meu amor, perceba o tamanho da minha tolice. Esperar tanto de alguém, sonhar tanto com alguém e esse alguém nunca ter mostrado nada, pedido nada. E eu não entendo. Não entendo nada. E deve ser justamente essa minha curiosidade em descobrir o porque de tudo que eu não deixo e nem quero deixar nada disso morrer, nada disso ir embora.

Por isso, se em algum momento você ler isso, saiba que isso é difícil pra mim. Mas o que não me deixa desistir de toda essa loucura é justamente você. É justamente esse teu jeito, esse teu sorriso. Porque ver você, ver teu sorriso me dá um outro ânimo e tudo começa a parecer mais fácil, porque você querendo ou não, foi e é quem sempre me ajuda e ajudou. Mesmo sem querer e mesmo estando aí. Pode se esquecer de tudo o que eu já te disse, tudo o que já aconteceu. Pode até esquecer meu nome ou meu rosto, só não se esqueça em momento nenhum que eu te amo. E amo muito. E até mesmo quanto você achar que não, eu vou te amar e velar pelo teu bem. Esqueça de tudo e de todos, só não esqueça que tem alguém, mesmo teimoso, dramático, exagerado, orgulhoso, tímido que te ama. E te ama mais do que qualquer um pode imaginar.

You Might Also Like

0 comentários

Instagram

Like us on Facebook

Flickr Images